Mudanças na alimentação para o verão

Com a chegada do verão, a preocupação com o corpo e com a alimentação e exercício físico fica aumentada. Os nossos corpos estão mais expostos, pelo queremos estar na nossa melhor forma física. No entanto, também é a estação que mais pessoas tiram férias, onde habitualmente há menus extravagantes.


Os cuidados com as escolhas alimentares, a conservação dos alimentos e a hidratação devem ser redobradas, dado ser um período propício a intoxicações alimentares e a desidratação.



As altas temperaturas favorecem a perda hídrica por meio do suor, dado ser a forma do corpo se refrescar. Logo, a ingestão de água deve ser constante, mesmo que não tenha sede, avaliando sempre a urina de forma a perceber se está ou não hidratado – deve ser incolor, inodora e abundante.


Assim, além do aumento de ingestão de água, seguem-se alguns cuidados alimentares que deve ter em conta nesta altura do ano:


  • Ingira apenas carne, peixe e ovos bem cozinhados;

  • O consumo de peixe deve ser privilegiado em detrimento da carne. Consuma 2 a 3 vezes, por semana, peixe gordo;

  • Opte pela carne branca de aves e peixes e por cortes de carne vermelha magros;

  • Na confeção, varie entre cozidos, grelhados e assados, deixando de lado as frituras;

  • Lave sempre os alimentos que vão ser consumidos crus;

  • Não se esqueça da sopa! Para além de ser uma forma de hidratar, é uma fonte rica de vitamina e minerais. Pode sempre optar pelas opções frias;

  • Faça refeições leves, como saladas – introduza hortícolas variados com fontes proteicas, como o ovo, carne, peixe, conservas de peixe, camarões e queijos magros. Evite as sandes;

  • Opte por cereais integrais – massa, arroz, pão…

  • Cuidado com os temperos: evite a maionese e os molhos prontos, preferindo o azeite, o limão, o vinagre e os molhos à base iogurte;

  • Reduza o consumo de sal, substituindo por ervas aromáticas (salsa, coentros, alecrim, louro, orégãos, cebolinho, tomilho) e as especiarias (pimenta, açafrão, gengibre, cominhos, noz moscada, canela);

  • Privilegie as frutas (entre 3 a 5 frutas, por dia). Aproveite a fruta que temos nesta época: melancia, melão, alperce, pêssego, amora, mirtilo, framboesa, uvas, cereja, figo, ananás;

  • Para a praia, evite levar alimentos perecíveis como ovo, marisco, leite, iogurtes, queijos frescos;

  • Evite bolachas, snacks doces e salgados, álcool e refrigerantes;

  • O consumo de produtos fortemente açucarados, como gelados e bolas de Berlim, deve ter um carácter ocasional. As bolas de Berlim, são fritas, açucaradas e com muita gordura na sua composição. Prefira as alternativas sem recheio. No caso dos gelados, é possível escolher opções menos calóricas e com menor teor de açúcares, ou mesmo elaborar gelados caseiros, à base de fruta e iogurte;

  • Evite petiscar – 5 refeições por dia são suficientes.



Por: Ana Filipa Dias: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Gaia, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº2594N.

151 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Faça parte da nossa lista de emails.

Escolha a(s) newsletter(s) que gostaria de receber:

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

© 2021 KALORIAS - Todos os direitos reservados.