Quer que o seu filho coma de forma saudável? Dê o exemplo!

O início do ano letivo está a chegar para muitas crianças e o que todos os pais desejam e anseiam é que os seus filhos tenham um ótimo desempenho escolar. E se há algo que pode ter impacto bastante positivo nessa questão é a alimentação saudável, adequada e equilibrada ao desenvolvimento e crescimento da criança.



As evidências apontam que crianças que não tomam regularmente o pequeno-almoço apresentam níveis de concentração mais baixos e maiores dificuldades de atenção/concentração a nível escolar. E é aqui que a influência da família pode ser bastante positiva (ou negativa) porque há efetivamente uma relação entre o comportamento alimentar dos pais e a forma como as crianças vão desenvolvendo os seus gostos e comportamentos alimentares, ao longo da vida.


Os pais têm um grande impacto na aprendizagem e adoção de certos comportamentos alimentares por parte das crianças, pois são eles que desempenham o papel principal de promotores de saúde, modelos e educadores na vida dos seus filhos.


Vejamos:

O seu filho nunca quer tomar o pequeno-almoço e você costuma fazê-lo?

O seu filho rejeita comer legumes e sopa e você come?

O seu filho não gosta de fruta mas você tem por hábito comer?


Se realmente a resposta a estas questões é “não”, então a melhor forma de começar a contrariar esta situação é dando o exemplo!


Comece por fazer as refeições em família, iniciando sempre com sopa para todos. Mais tarde ou mais cedo, a criança vai reconhecer esse hábito como algo natural na sua rotina alimentar.


Coma fruta a seguir às refeições que faz com o seu filho, para o incentivar ao consumo da mesma. Vai ver que esta atitude vai começar a ser vista por ele como algo natural e que faz parte das suas rotinas alimentares.


Comece o dia com tempo suficiente para tentar tomar o pequeno-almoço juntamente com o seu filho, de maneira a introduzir essa refeição na vossa rotina alimentar. Coma idealmente o mesmo que lhe oferece, como por exemplo: pão com queijo, leite e uma fruta, algo simples, rápido de preparar e mesmo assim muito nutritivo.


Os pais devem ser sempre guias de aprendizagem alimentar, dando o exemplo e encorajando as crianças a experimentarem alimentos diferentes. É mediante a imitação do comportamento daqueles que as rodeiam que as crianças maioritariamente aprendem. A observação leva à imitação.


Por isso não se esqueça, se quer que o seu filho tenha uma alimentação saudável, dê o exemplo!



Referências Bibliográficas:

1. Direção Geral de Saúde: https://nutrimento.pt/alimentacao-escolar/pequeno-almoco-e-desempenho-escolar/

2. Silvia Scaglioni et al. “Factors Influencing Children’s Eating Behaviours”. Em: Nutrients 10 (mai. de 2018), p. 706. doi: 10.3390/nu10060706.

3. Angelo Pietrobelli, Massimo Agosti e Luis Pereira-da-Silva. “Nutrition in the First 1000 Days: Ten Practices to Minimize Obesity Emerging from Published Science”. Em: International Journal of Environmental Research and Public Health 14 (dez. de 2017), p. 1491. doi: 10.3390/ijerph14121491.



Por: Anita Martins: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Expo, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº2827N

85 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Faça parte da nossa lista de emails.

Escolha a(s) newsletter(s) que gostaria de receber:

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

© 2021 KALORIAS - Todos os direitos reservados.